Livro de visitas

29/11/2016

Produtores rurais de Antonina conhecem as instalações do CPRA

Na semana passada, o Centro Paranaense de Referência em Agroecologia (CPRA) recebeu mais uma visita. Dessa vez, foi de um grupo de jovens da Associação dos Pequenos Produtores Rurais e Artesanais de Antonina (ASPRAN). Eles vieram do litoral paranaense para conhecer de perto o que o CPRA tem feito no ramo da agroecologia – e, em especial, no segmento de bioconstruções.

“Temos muito interesse no trabalho do CPRA com o uso racional do bambu”, conta Lucas Pereira dos Santos, membro da ASPRAN. Ele acredita que a construção de estufas a partir dessa nobre matéria-prima pode ser uma boa solução para produtores rurais de Antonina. Recentemente, muitos deles sofreram graves reveses em suas atividades: condições climáticas adversas causaram prejuízos que poderiam ter sido facilmente evitados se eles tivessem adotado estratégias mais eficazes como, por exemplo, proteger sua produção com estufas de bambu.

.

“As estufas de bambu desenvolvidas aqui no CPRA parecem ser soluções muito eficazes”, comenta Santos. A propósito, o grupo também imaginou um outro uso para essa tecnologia: a construção de pontos de ônibus no litoral paranaense.

Segundo os visitantes da ASPRAN, a prática da agroecologia ainda não é muito disseminada na região de Antonina. Eles esperam que a experiência do CPRA possa inspirar mais produtores a iniciar essa transição. “Muitas de nossas propriedades estão localizadas entre Áreas de Proteção Ambiental”, lembra Santos. “Por isso, acreditamos que a adoção da agroecologia pode ser muito benéfica para nossa região.”



 

  • Conheça o canal do CPRA no YouTube
  • Leia as notícias do CPRA no Medium

 

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.