Vídeos

Notícias

25/09/2017

Jardins de Mel | Abelhas sem ferrão são responsáveis pela polinização de 90% das plantas

Os frequentadores do Parque Barigui já podem saber mais sobre as abelhas nativas sem ferrão, responsáveis pela polinização de cerca de 90% das plantas brasileiras. Lá foi implantado o primeiro Jardim de Mel, parte do projeto que visa aumentar a população dos insetos na cidade e garantir a continuidade das matas nativas.

A inauguração foi nesta sexta-feira (22/9), com o prefeito Rafael Greca e a secretária municipal do Meio Ambiente, Marilza Dias. “Esse momento é a retomada da biodiversidade às margens do Rio Barigui e assim será em todos os parques e áreas verdes da cidade”, anunciou Greca. “A ideia deste projeto que abracei para retomar a busca pela Curitiba ecológica é multiplicar as abelhas nativas e corrigir as distorções causadas pela poluição e especulação imobiliária. Se as abelhas acabassem, o mundo se acabaria”, destacou o prefeito.


Educação

Uma das partes mais importantes dos Jardins de Mel é a transmissão do conhecimento sobre as espécies de abelhas sem ferrão – especialmente as jataí, manduri, mirim, mandaçaia e guaraipo, que estarão presentes nos parques da cidade – aos alunos das escolas municipais.

Na inauguração, e em atividade pelo programa Linhas do Conhecimento, estiveram os estudantes da Escola Municipal São Luiz. As crianças de 7 e 8 anos ouviram as explicações do prefeito e tiraram dúvidas com os especialistas do Museu de História Natural do Capão da Imbuia presentes no local, Felipe Thiago de Jesus e Solange Malkowski.

O jardim

A estrutura construída no Parque Barigui, atrás do Expo-Renault, é uma espécie de vitrine do projeto. É um espaço de 1.500 metros quadrados de área que abriga as cinco caixas de abelhas, além de plantas melíferas, que atraem os insetos - brunfelsias, lantanas, cravínas, alissos, ixoras, formios, cipós de são joão, neomaricas, ipês amarelos e pitangas. No local, há um deque e um pergolado, além de bancos que estimulam a convivência e o estudo das abelhas.

A secretária Marilza destacou o empenho da equipe da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, que fez com pessoal e recursos próprios toda a construção da área. “A colaboração, tão própria das abelhas, foi o que possibilitou esse resultado que estamos vendo hoje”, disse. Ela ainda agradeceu ao prefeito Rafael Greca por acreditar a apoiar projetos que busquem resgatar a qualidade de vida da cidade.

Presenças

Participaram do evento equipes da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, a administradora da Regional Santa Felicidade, Simone da Graça Chagas Lima, o chefe do Escritório de Representação do Governo do Paraná em Brasília, Luciano Pizzatto, o diretor-presidente do Centro Paranaense de Referência em Agroecologia, João Carlos Zandoná, o presidente da Associação de Meliponicultores de Mandirituba (Amamel), Marcos Antônio Dalla Costa, a presidente do ICS, Dora Pizzatto, e o vereador Goura.



  • Conheça o canal do CPRA no YouTube

  • Leia as notícias do CPRA no Medium

  • Conheça a página de apresentação do CPRA no Spark


Fonte: http://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/abelhas-sem-ferrao-sao-responsaveis-pela-polinizacao-de-90-das-plantas/43510

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.