Artigos

07/12/2018

Agricultores de Santa Catarina visitam CPRA e Casa da Semente

por Marina Creplive


O Centro Paranaense de Referência em Agroecologia (CPRA) recebeu, na última semana de novembro, um grupo de agricultores do núcleo litoral catarinense da Rede Ecovida. A visita ocorreu no dia 26 com o intuito de apresentar novas experiências na agroecologia e iniciar uma capacitação para a implementação nas propriedades em Santa Catarina.

Inicialmente, o diretor adjunto Márcio Mirando fez uma breve apresentação do CPRA. Em seguida, os engenheiros agrônomos do Centro, Ivo Melão e Manuel Delafoulhouze, representaram a área de comercialização e socioeconomia, dando enfoque ao projeto Cestas Solidárias, que prevê mais uma alternativa de comércio ao produtor, proporcionando mais estabilidade na produção e segurança financeira.

a    1

Apresentação comercialização e socioeconomia


Após esse momento, o grupo pôde conhecer a área animal do CPRA, apresentada pelo responsável da área, o médico veterinário Evandro Richter. Os agricultores passaram pela leiteria, galinheiro e bambucilga. Além disso, eles ainda conheceram a parte de meliponicultura, guiados pelo agrônomo Eduardo Marone.  

a    a

Meliponicultura (à esquerda); Agroflorestas (à direita)

Na parte da tarde, a agrônoma Simone Richter levou os visitantes ao minhocário, onde puderam aprender um pouco mais sobre o sistema de compostagem utilizado no CPRA. A visita se estendeu à área vegetal, passando pela plantação de bambus; agroflorestal; horta; e plantas medicinais.


k   P

Horta (à esquerda); Medicinais (à direita)

ABAI

O CPRA não foi o único destino dos catarinenses, que visitaram a Casa da Semente, que fica na Associação Brasileira de Amparo à Infância (ABAI) no dia seguinte (27). Lá, o grupo participou de uma palestra sobre o protocolo de cruzamento genético utilizado na instituição, ministrado pelo agrônomo Manuel Delafoulhouze. Além disso, os interessados também puderam comprar sementes crioulas da Casa, uma oportunidade de diversificar ainda mais suas produções e levar o conceito crioulo para sua região.

a    j


Para Rosa Silva, agricultora do município de Paulo Lopes há 25 anos, a visita foi inspiradora. “É muito lindo. Eu sempre quis ser produtora de sementes, mas na minha região é muito complicado. É bom saber que existem profissionais se dedicando a isso, precisamos de mais espaços como esses”, comentou.

Cátia Cristina Romeu, que faz parte da coordenação do núcleo, comentou que a visita é um dos marcos em um período de transição do grupo. “Nós estamos em um processo para nos tornamos mais rede de agroecologia e menos de certificação. O pessoal está muito entusiasmado, super participativo”, afirmou.

Visitas

O CPRA sempre está aberto a visitas! Se seu grupo tem interesse em conhecer nossa fazenda agroecológica, basta entrar em contato pelo telefone para agendar uma data: (41) 3544-8100.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.