Notícias

28/03/2019

Alunos da PUCPR e grupo de bushcraft visitam CPRA

por Marina Creplive

O Centro Paranaense de Referência em Agroecologia (CPRA) está sempre de portas abertas para receber visitas e compartilhar conhecimento! Na última sexta-feira (22), recebemos, separadamente, dois grupos por aqui: a turma de engenharia ambiental da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR); e a CIA Setemagens - Comando Pantera, de bushcraft e sobrevivencialismo.

Durante o período da manhã, a engenheira agrônoma do Centro, Simone Richter, guiou os alunos da PUCPR pelas áreas de bem-estar animal e produção vegetal integrada. Durante a visita, foi possível conhecer as construções de bambu, como o galinheiro e a bambucilga; a leiteria e, consequentemente, a produção de leite orgânico; o minhocário e seu sistema de compostagem; a horta orgânica; e o relógio das plantas medicinais. 

a   a

Fotos: Thiago Maceno/CPRA

A visita fez parte da disciplina de recuperação de áreas degradas, ministrada pela professora Luciene Ribeiro, que teve como objetivo trazer uma nova experiência e compreensão da agroecologia aos alunos. “É muito interessante refletir sobre como esse sistema pode contribuir na conservação da biodiversidade e dos ecossistemas e também na recuperação florestal. É o terceiro ano que eu trago turmas aqui e vejo que os alunos levam esse aprendizado para a vida”, afirma. 

Para Fernanda Santos de Miranda, esse contato mais próximo da agricultura orgânica foi muito enriquecedor. “Eu já tinha ouvido falar muito sobre esse modo de produção, porém o mais perto que estive foi em feiras orgânicas da cidade. A visita foi muito interessante pois, além de abordar a questão da agricultura, ainda despertou um questionamento sobre a nossa alimentação e modo de vida”, comentou. 

a

Fotos: Thiago Maceno/CPRA

Sobrevivência na selva

No período da tarde, o foco era um pouco diferente: a sobrevivência. O grupo Setemagens - Comando Pantera reúne pessoas que desejam aprender conceitos básicos de sobrevivência na selva, como conhecimento de plantas tóxicas e medicinais, por exemplo. A equipe, liderada pelo casal Wellington e Cássia Soares, aprende noções de como trabalhar com a natureza sem prejudicá-la. 

Para Wellington, o bushcraft é uma chance de aprender novas alternativas para a vida tradicional. “Ensinamos as pessoas a voltar às origens, trabalhar com elementos que os indígenas usavam. Ao invés de comprar remédios apenas na farmácia e alimento nos supermercados, descobrimos o que a mata que tem ao nosso redor pode nos proporcionar”, explica. 

j   k

Fotos: Thiago Maceno/CPRA

Neste contexto, a visita ao CPRA pôde esclarecer algumas dúvidas na prática. Também guiados por Simone Richter, a turma passou pela parte vegetal do CPRA, questionando sobre plantas e árvores encontradas em cada local. “É muito bacana passar da parte teórica para a prática, ainda mais nesse espaço amplo e diverso que o CPRA oferece”, destaca Andres Mueller, participante do clube.

Cassia explica a visita ao Centro é muito importante, já que os treinamentos serão realizados em regiões com contextos muito parecidos aqui mesmo no Paraná. "Foi um grande aprendizado, as coisas mais simples fazem a diferença. Com certeza queremos voltar com outros alunos e reviver a experiência, aprendendo sempre coisas novas", ressalta.

a

Fotos: Thiago Maceno/CPRA

Visitas

O CPRA está aberto a visitas! Para agendar um horário, entre em contato pelo telefone: (41) 3544-8862. 

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.